WE SHIP WORLDWIDE- WHATSAPP:(35)999460123
Os gatos da Factoria: Alienígena, a extraterrestre.

Os gatos da Factoria: Alienígena, a extraterrestre.

Cumprindo o prometido, mais uma quinta e mais uma história real de um de nossos gatos resgatados. Hoje, vamos contar a história da Alienígena. Você deve estar pensando "Como assim Alienígena? Isso é nome que se dê?" Bom, depois de conhecer a história e os contatos quase imediatos de 3º grau que tivemos com ela, vai entender o motivo do nome.

Com vocês: Alienígena, a extraterrestre.



Semana passada contamos a história do Joy, lembram? A Alienígena ''apareceu'' cerca de duas semanas atrás. Pra vocês entenderem melhor, vamos relembrar uma parte da história do Joy:

Havia contado que, quando o Joy foi adotado, a Factoria estava no começo e ainda funcionava no porão da casa de meus pais, e o Joy ficava ali, horas brincando e olhando a gente trabalhar. Um dia, vimos um gato passar correndo, e não, não era o Joy. Era estranho, subíamos para a casa e o barulho começava no porão. Descíamos correndo e não víamos nada. Parecia de verdade, coisa da nossa cabeça. Começamos a notar que a ração diminuía, os barulhos continuavam, mas a gente só via o Joy. Até que começamos a ver de relance esse gato novo correndo pelo porão e sumindo do nada, como se estivesse sendo abduzido. Daí, o nome de Alienígena, e ainda achávamos que era um macho. 

O tempo foi passando e um dia, enquanto trabalhava, notei que embaixo da máquina de lavar roupas que ficava na área de serviço, tinha algo se mexendo. Continuei olhando e quem saiu? Alienígena, achando que estava sozinha. Quando me viu, quase teve um infarto a coitada, e entrou correndo na máquina de novo. Pronto. Estava desvendado quem era a gata que fazia contato imediato de 3º grau e ainda descobrimos que a ''nave'' que fazia ela sumir, era a máquina de lavar roupas.

Foram dias, dias e mais dias até ela pegar confiança e começar a sair da máquina e andar pelo porão, brincar com o Joy, e descobrir outros cantos desse novo ''planeta'' que ela tinha ''pousado''. Mas se alguem se movia, ela virava um raio e se escondia.

Até que um dia....

A foto está ruim? Claro que está. Mas já viu foto de ET ou de Ovni em alta resolução? Isso foi pela webcam do notebook, de noite, com a luz apagada. Em uma noite que simplesmente, enquanto a Carol e eu conversávamos pelo MSN, ela subiu no meu colo, colocou a pata no meu braço, e olhou pro notebook. Foi um ''oi pai'' seguido de um ''oi mãe''. Eis então, o contato imediato de primeiro grau. 

A Alienígena está conosco até hoje. Já são vários anos de companheirismo e de carinho. A Alienígena é uma coisa de outro mundo mesmo. Tem personalidade própria, gosta de carinho (e qual que não gosta ne?) e é viciada em frango. Muita coisa já aconteceu durantes esses anos:

 

Ela foi castrada (castrem todos seus animais pessoal, é muito importante!)

 

Ela foi modelo da Factoria

 

Ela tentou várias vezes entrar onde não cabia (como todo gato que se preze)

 

Dormiu, dormiu e dormiu...

 

Já foi Dona Flor e teve dois maridos... (o amarelo é o Bichento, que vamos apresentar semana que vem)

E depois mudou um dos maridos...

 

Até foto emo com o Joy e o Bichento já fez...

 

Enfim, muita coisa já aconteceu e ainda vai acontecer. A Alienígena é um exemplo de como um gato se apega aos donos e aos seus irmãos. Gatos merecem, como todos os outros animais, carinho, amor e proteção.

Estas nossas postagens não são apenas para contar a história dos nossos gatos, mas sim, para de alguma forma inspirar outras histórias como as deles, incentivar a adoção, o amor e o carinho com eles.

Semana que vem tem o Bichento! Até lá!


Deixe um comentário